Entrou hoje em vigor o Acordo de Paris


O primeiro pacto universal contra o aquecimento global entra hoje simbolicamente em vigor, depois de aprovado e assinado a 12 de Dezembro do ano passado por 195 países. estabelecendo como condição, a ratificação por um número de países que representassem 55% das emissões mundiais de gases com efeito de estufa.

A entrada em vigor ocorre às vésperas da 22ª Conferência da ONU sobre o Clima, que começará na segunda-feira, dia 7 de Novembro, na cidade de Marrakesh. Um total de 92 países já ratificaram (aprovaram internamente) o Acordo de Paris.

A ministra francesa Ségolène Royal, presidente da COP21, mostrou-se bastante positiva, ao afirmar: “Fizemos em nove meses o que demorou oito anos no protocolo de Quioto”. A rapidez da adesão dos diversos Estados revela a tomada de consciência, ao mais alto nível, da necessidade de limitar o aquecimento global a +2°C acima dos níveis pré-industriais.

No entanto, a ONU continua a advertir que o planeta deve reduzir “de maneira urgente e radical” as suas emissões de gases do efeito estufa para evitar uma “tragédia humana”.

Se não começamos a adoptar medidas adicionais a partir de agora, a partir da conferência de Marrakesh, terminaremos chorando perante uma tragédia humana evitável“, declarou Erik Solheim, director do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), no seu relatório anual sobre a acção climática global.

Da ratificação à efectiva aplicação do Acordo de Paris, vai um longo caminho. Os países ainda têm muito a negociar, de forma a tornar o pacto operacional.

Share :
Related Posts